Bactérias que afetam diretamente o intestino - você conhece?

Em 2014, um estudo realizado por americanos e alemães concluiu que as bactérias que compõem a nossa microbiota intestinal estão totalmente relacionadas aos nossos desejos alimentares, ganho e perda de peso e até o humor! 


As bactérias dependem de nutrientes pra se manterem vivas dentro do nosso organismo. Algumas se alimentam de carboidratos, outras de gordura. E é nessas últimas que se encontra a vontade de comer doce: são os nossos hábitos alimentares que controlam e determinam quais bactérias vão estar no nosso intestino e isso influenciará diretamente a vontade de consumir mais ou menos doce. 


Um estudo realizado pelo Nestlé Institute of Health Sciences SA em 2012 comprovou que quem sente vontade de comer chocolate todos os dias possui mais bactérias que fermentam o carboidrato simples do que quem não é muito de chocolate. Também descobriram que os hormônios serotonina e dopamina (relacionados ao humor e comportamento, respectivamente) possuem origem intestinal e as bactérias podem influenciar na produção de grelha e leptina, os hormônios da fome e da saciedade. Quando estamos mais saudáveis, temos mais autocontrole e menos compulsão por doce ou carboidratos refinados. 


O que podemos fazer pra aumentar a alimentação das bactérias do bem que reduzem a vontade do doce?
As dicas são de evitar consumo de carboidratos refinados, como arroz branco e farinha branca, sempre optando por alimentos integrais. Inclua sementes e oleaginosas nos lanches que estimulam a dopamina e serotonina. Os alimentos verdes são fundamentais de estar na sua rotina diária, além dos exercícios físicos!


  AlimentosDicasExercícios Físicos