*FRETE GRÁTIS Porto Alegre Saiba  |  *FRETE FIXO R$20,00 Novo Hamburgo, Canoas, São Leopoldo, Gravataí, Cachoeirinha, Esteio Saiba .
Blog Feeljoy

Como a alimentação pode te ajudar a prevenir gripes e resfriados

A Mari Weckerle, nossa Guria Natureba, dividiu com os leitores do próprio site uma matéria super interessante sobre a importância da alimentação na nossa saúde como prevenção! Nada melhor do que dividir com quem adora saber mais sobre tudo isso: vocês!
 
Então, confere aí: 


Sensação de fraqueza, dores de cabeça e nariz entupido:  resfriado e gripe não têm a menor graça, né?
O segredo é prevenir, como sempre ouvimos falar: “é melhor prevenir do que remediar.” Você já sabia que os alimentos do dia a dia podem te ajudar nisso?


A nutri Jociane Catafesta falou sobre eles e deu várias dicas de alimentos que ajudam na prevenção:
Um dos nutrientes mais falados (até por nossas avós) é a vitamina C, que tem este efeito de prevenir e recuperar de uma gripe. Quando falamos em alimentos temos que pensar que frutas e verduras são ricas em vitamina C e melhor absorvidas junto com outros nutrientes.  Devo salientar que para a boa saúde do sistema imunológico devemos consumir em torno de 800 gramas de frutas e/ou legumes ao dia, isso corresponde a 10 porções de frutas ou legumes, por exemplo: 1 bergamota, 2 fatias de mamão, 2 kiwis, 1 cenoura, 10 tomates cereja e mais um prato cheinho de folhas, como alface e rúcula.

Alimentos fontes: a acerola é uma das frutas mais ricas em vitamina C e a boa notícia é que a sua polpa congelada também é. Com 10 acerolas, conseguimos quase 1g de vitamina C, excelente para prevenir os resfriados. Quer mais um exemplo prático de utilizar? O limão tem muita vitamina C, principalmente na casca. Então aquele suco com casca de limão ou raspas de limão na sua salada de agrião e brócolis é um prato super rico em vitamina C. Outros alimentos cheios de vitamina C são os pimentões, bergamota, goiaba, laranja, mamão, couve manteiga.


Ao pensar em prevenção temos que ter um “time” de nutrientes para fortalecer o sistema imunológico. O zinco estimula nossas células de defesa a trabalharem melhor e podemos encontrá-lo nas ostras, nas carnes e nas leguminosas germinadas como lentilha, feijão e ervilha. A germinação destas leguminosas reduz os fatores anti nutricionais, o que melhora a absorção do zinco e também de outros nutrientes. Para atingirmos as necessidades de zinco precisamos de 1 bife de carne de gado ou 3 colheres de sopa de lentilha germinada.


O selênio tem ação antioxidante e basta comer 2 a 3 castanhas do pará ao dia para chegar à dose necessária. Para os que não gostam de castanha do pará temos os ovos, a semente de girassol, nozes e amêndoas (lembrando que estas opções possuem bem menos selênio). Para chegarmos a quantidade de selênio de uma castanha deveríamos comer em média 3 colheres de sopa de semente de girassol mais 5 ovos.

Não podemos deixar de falar do grande poder da vitamina D na imunidade, importante no tratamento de muitas doenças quem dirá nas gripes e resfriados. O ideal é sempre manter bons níveis sanguíneos de Vitamina D, principalmente para nós que moramos no Sul e ficamos dias sem sol, nossa melhor fonte, quando chega o inverno. Quem está com deficiência dessa vitamina nessa época do ano pode fazer uso de suplementos, sempre com orientação de nutricionista ou médico.  A melhor maneira de obter vitamina D é se expor ao sol, mas também temos alimentos que a possuem como a sardinha, leite, ovos.


O retinol ou a vitamina A presente em frutas e verduras com cores acentuadas como cenoura, moranga, batata doce, pêssego, fortalece nosso sistema de defesa.  Lembrando que os alimentos crus, como cenoura crua, possui mais vitamina A do que os cozidos.

Além destes, temos o própolis verde, que pode ser utilizado em extrato ou tintura, tanto para prevenir como tratar, o que vai mudar é o número de gotinhas ao dia. Para prevenir a gripe 10-15 gotas ao dia é o suficiente, já quando estamos iniciando um resfriado podemos utilizar esta dosagem 2 a 3 x ao dia.  O alho tem um grande poder antibiótico e anti-inflamatório, podendo ser utilizado em alimento, óleo ou extrato. A melhor maneira de obter todos os benefícios do alho é consumi-lo cru, podemos adicionar uns dois dentes de alho à garrafa de azeite de oliva que utilizamos na salada ou utilizá-lo como tempero no final do preparo dos alimentos como feijão, arroz.


Todos estes nutrientes podem ser utilizados em suplementos mas lembre-se que tudo depende de quanto você precisa, ou seja, você é um ser único. O suplemento pronto Polivitamínicos de A a Z, por exemplo, de venda livre nas farmácias, tem uma variedade imensa de nutrientes, mas nem todos são bem absorvidos pelo nosso corpo e as vezes podem até te prejudicar.
​Temos sempre que lembrar que uma alimentação saudável e equilibrada todos os dias nos deixa livre de qualquer doença o ano todo.
 
*Texto escrito pela nutricionista funcional e coaching de emagrecimento Jociane Catafesta


  AlimentosDicasSaúde