Bactérias do intestino e a relação com a dificuldade de emagrecer

Em agosto desse ano, o periódico científico Mayo Clinic Proceedings, divulgou que as bactérias presentes no intestino, também chamadas de microbiota, podem interferir na perda de peso, para o bem ou para o mal.


Vamos saber um pouco mais sobre isso? 

Os cientistas buscaram entender quais fatores poderiam impedir uma pessoa de eliminar aqueles quilinhos extras, mesmo com esforço e dedicação diários. Foram coletadas amostras da microbiota de 26 pessoas adultas entre 18 e 65 anos. O procedimento foi repetido depois de 3 meses da primeira coleta. 

Os médicos dividiram esse grupo em quem emagreceu pelo menos 5% do peso inicial e os que mantiveram os resultados. Depois da comparação, os pesquisadores perceberam que o intestino de quem emagreceu estava cheio de bactérias do tipo Phascolarctobacterium, e os demais, sem alterações na balança, possuem mais micro-organismos do tipo Dialister.


Ainda foi constatado que uma microbiota com alta capacidade de metabolizar carboidratos pode dificultar a perda de peso. Os pesquisadores vão buscar confirmar esses resultados em uma amostra maior de pacientes. Mas já vale o alerta para ficarmos de olho nesse órgão fundamental para manter o peso no lugar!




  AlimentosDicasDieta